fbpx

Conversões: Google Analytics x Google Ads x Facebook Ads

Conversões: Google Analytics x Google Ads x Facebook Ads

Capturar conversões é uma das coisas mais importantes para medir a performance de campanhas em meios digitais. Quanto mais você medir conversões, melhor as ferramentas podem ajudar a otimizar suas campanhas, além de você ter mais dados para tomar decisões estratégicas.

Mas quando se fala de medir conversões, há um grande dilema sobre qual ferramenta ou meio escolher. Existes diversas ferramentas e Pixels para se implementar no site. O problema: Eles muitas vezes não conversam entre si ou tem dados discrepantes.

Google Analytics

Através do tracking code do Google Analytics e configurações de conversões, é possível medir interações no site, WhatsApp, chats, formulários. Entre todas as formas de configurar conversões, o Analytics talvez seja um dos mais práticos, pois você configura a conversão uma vez e através de relatórios pode visualizar de onde realmente veio uma conversão.

A grande vantagem do Google Analytics é que você centraliza todos os dados e compara em uma única interface. É possível ver o funil multicanal e simular modelos de atribuição (quem recebe os créditos pela conversão quando um usuário passa por mais de um antes de converter).

Pixel do Google Ads

Quanto mais você capturar conversões no Google Ads, mais a ferramenta irá otimizar a entrega dos Ads. Portanto, você deve mensurar qualquer tipo de conversão para abastecer os robôs e ajudar o Machine Learning a otimizar sua entrega.

Além de você importar os dados do Google Analytics, pode configurar conversão de App, Conversão de Ligação e usar as conversões do Google Meu Negócio, como visitas a loja física. Também pode capturar dados de conversões offline. Para todos estes últimos, você só conseguirá configurar via Google Ads.

É possível integrar Google Ads e Analytics para eles compartilharem as conversões e até públicos de Remarketing, mas é importante lembrar que no caso das conversões, pode haver um atraso de até 24h na exibição das conversões no Google Ads.

Pixel do Facebook

Assim como Google, o Facebook também possui pixel de conversão que pode ser configurado no site e assim medir conversões importantes, como preenchimento de formulários, compras e interações importantes.

Além disso, o Facebook também pode medir, na sua ferramenta, pessoas que entraram em contato via Whatsapp ou Facebook Messenger. Também é possível capturar e medir preenchimento de formulários nativos da ferramenta.

O Facebook não possui integração nativa com o Analytics, portanto, não é possível compartilhar as conversões ou públicos de Remarketing entre as ferramentas. Tudo precisa ser configurado separadamente.

Outros Pixels

Caso você use outras ferramentas, é possível configurar o pixel de cada uma delas. Assim, existem o Linkedin pixel, Mailchimp pixel, Twitter pixel entre outros. É importante sim configurar todos eles em seu site também para que cada ferramenta destas saiba quantas conversões houveram e possa otimizar a entrega baseada em conversões do site.

Mas afinal, qual o melhor?

Bem, esta resposta não é tão simples. Então, vamos pensar em uma estratégia que tem 2 coisas importantes:

  1. Para você ter uma visão global das conversões, conseguir comparar as mídias e melhor caminho de conversão, a sugestão é configurar tudo no Google Analytics. Lembre que para isso, você irá usar as conversões do Google Analytics no site e depois analisar os relatórios de origem do tráfego, focando nas colunas de conversão ou até criar relatórios personalizados para analisar isso.
  2. Para cada ferramenta funcionar melhor e até capturar algumas conversões que o Google Analytics não consegue (formulários do Facebook, Visitas a loja do Google Meu Negócio, Ligações, etc) é importante também configurar as conversões de cada uma das ferramentas de mídia que você usa.

Então, você pode pensar nas métricas da seguinte forma: Para decisões mais estratégicas, você poderá olhar as conversões do Google Analytics, analisando os relatórios, funil multicanal e simulando modelos de atribuição. Mas lembre, que alguns dados realmente ficarão externos devido a particularidade de cada ferramenta.

Mas então, como resolver e ter relatórios mais precisos?

A melhor forma de ter relatórios mais preciso é não olhar somente para Google Ads, Facebook Ads ou Analytics. Mas sim, fazer um misto de todas as métricas. Para isso, você vai precisar de uma planilha, ferramentas como o Supermetrics ou Google Data Studio.

Para meus clientes, eu faço um acompanhamento semanal, via planilha mesmo, onde coloco todas as entregas de mídia, cliques e conversões particulares de cada ferramenta (ligações, formulários, conversas), além de centralizar as conversões realizadas diretamente no site usando os dados do Analytics.

Além destas, eu ainda peço ajuda dos clientes para exportar de suas ferramentas as conversões efetivas. (chats realmente utilizados no Whatsapp, leads que realmente entraram no CRM, Ligações realmente recebidas. Assim, consigo ter uma visão geral das métricas, se elas realmente estão funcionando e qual a mídia mais efetiva.

Então, minha recomendação é você chegar num modelo de planilha que captura todos os dados, seja manualmente ou via SuperMetrics (ou outra ferramenta que possa exportar para o Excel) e depois, caso queira algum visualmente mais bonito, usar o Google Data Studio para exibir os dados em uma Dashbard.

O importante é achar um meio fácil e prático de medir conversões, ajudar as ferramentas a otimizarem sua entrega, mas também ter uma visão geral de suas estratégias.

Posted in Google Ads, Google AnalyticsTags:
Write a comment