fbpx

Anunciar no Google: Comece aqui

Google Ads: Uma das ferramentas mais poderosas para atingir usuários certos, na hora certa, com a mensagem cerca!

O Google hoje é uma caixa de intenções, onde os usuários colocam o que gostam, desejam, preferem. E neste momento, nós, anunciantes, podemos colocar nosso na cara das pessoas e incentivar a compra, conhecimento, contato.

Atualmente, mais de 90% dos brasileiros conectados a internet utilizam o Google.

Lembre que o Google é dividido em Busca orgânica e Busca Paga. A busca orgânica são os links que aparecem gratuitamente, frutos da indexação de sites. Já os resultados pagos, são frutos de anúncios feitos através do Google Ads.

Para aparecer organicamente, você precisa entender de técnicas de SEO e otimizar o seu site. Já para aparecer de forma paga, você simplesmente precisa criar uma campanha no Google Ads. A grande vantagem do Google Ads é que ele permite você começar a aparecer no Google em minutos e personalizar as mensagens, escrevendo os anúncios.

Requisitos para anunciar no Google

A primeira coisa que você irá precisar é de um site.

Você pode usar uma ferramenta de criação de sites, um blog WordPress ou um site desenvolvido. Embora seja possível usar também links para Facebook, Instagram ou Google Maps, estas URLs tendem a ter uma pior qualidade e consequentemente fazer você pagar mais caro.

A segunda coisa, você precisa criar uma conta no Google Ads.

Existe duas formas de criar contas lá, a primeira, que provavelmente irá aparecer quando você estiver criando é a conta de Google Ads Express (modo inteligente). Esta é um versão mais básica, que eu sinceramente desaconselho usar, pois vai fazer uma estrutura bem básica de anúncios que pode, inclusive, fazer você mais perder dinheiro do que realmente ganhar dinheiro.

Minha sugestão é que, quando você for criar comece no modo inteligente, mas logo após fazer as configurações iniciais já mude para o modo especialista, que tem uma interface mais robusta, com mais controle e relatórios. Você pode encontrar mais sobre elas aqui.

A terceira coisa que você precisará é ter um CPF ou CNPJ para o faturamento.

Lembre que cada conta do Google Ads precisa ser vinculada a um CPF ou CNPJ por questões de faturamento e nota fiscal. Então, em cada conta, você define o dono e informa como será feito o pagamento (manual ou automático). O Manual é o mais recomendado, pois você pode “abastecer” a conta via Boleto Bancário ou Cartão de crédito, sempre colocando um saldo que será utilizado. Ao fim do uso do saldo, você poderá abastecer a conta novamente, como um celular pré-pago.

A quarta coisa é pensar quais palavras você irá comprar e separar elas em grupos.

Quanto mais grupos de palavras você conseguir criar no Google Ads, mais relevante tende a ser sua campanha. A estrutura do Google Ads se divide em:

  • Conta: É a conta que você criou, com seu e-mail e informações de faturamento.
  • Campanha: É onde estarão as configurações de entrega (rede de anúncios, localizações, orçamento diário, estratégia de lance, extensões de anúncios.
  • Grupos de Anúncios: É onde estarão as palavras-chave e anúncios. Lembre que quanto mais específicos os grupos (com palavras-chave relevantes, anúncios relevantes e página de destino relevante) mais qualidade você terá na sua conta e na teoria, mais barato vai pagar.

Como otimizar as suas campanhas

A primeira coisa importante ligada a otimização é você tentar segmentar ao máximo suas campanhas, ou seja, criar vários grupos extremamente segmentado. Separados por assunto, tipo de produto ou serviço que você vende.

A segunda, é adicionar extensões de anúncios. Textos e links extras que deixam seu anúncio maior, tornando ele mais destacado em relação a concorrência. Lembre de cadastrar o máximo possível de extensões (extensão de sitelink, de frase de destaque, de promoção, de chamada, de preço). Quanto mais qualificado seu anúncio, mais extensões ele exibirá e consequentemente, mais destacado ele será.

A terceiro é: Adicione o máximo possível de palavras-chave negativas, ou seja, termos que você não quer que seus anúncios sejam relacionados. Para isso, basta adicionar na lista de palavras os termos com um sinal de menos na frete (ex: -palavra). Assim você vai ensinando o Google a evitar mostrar seus anúncios para coisas não relacionadas ou que não trariam usuários qualificados.

A quarta e extremamente importante é configurar conversões. Conversão é uma ação importante que acontece no site. Lembre que, quanto mais conversões você capturar, mais o Google pode de ajudar a trazer pessoas mais prontas para comprar, entrar em contato ou solicitar um orçamento.

Quer continuar aprendendo?

Além disso tudo que contei, aqui você pode encontrar alguma aulas gratuitas que eu disponibilizei no Youtube:

Aprenda mais sobre como estimar investimento e responder a pergunta: Quanto custa Investir no Google Ads?
Índice de Qualidade dos anúncios e fatores para otimização de campanhas.
Extensões de Anúncios
Sobre as Conversões no Google Ads.
Quando dá para ganhar gerenciando campanhas de Google Ads

🔥 Veja outras aulas Grátis.

Quer aprender isso e muito mais?

Curso de Google Ads já está liberado. São mais de 50 aulas, grupo no Telegram, Lives exclusivas e ainda aulas atualizadas mensalmente.

🔥 Que tal receber dicas gratuitas sobre Google Ads e Analytics toda semana no seu e-mail? Inscreva-se.

Posted in Google Ads, UncategorizedTags:
Write a comment